Único prefeito gay assumido do Brasil declara seu amor

Edgar de Souza (PSDB), prefeito de Lins, no interior de São Paulo, foi o único candidato homossexual assumido a se eleger para um cargo de chefe do Executivo nas eleições de 2012, segundo levantamento da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT).

Aos 34 anos, sociólogo formado, foi eleito por três vezes vereador na cidade, até que se candidatou a Prefeito no ano passado e venceu as eleições com 53,23% dos votos válidos.

Os comentários acerca da sua sexualidade surgiram na sua reeleição para vereador em 2004. Mas, Edgar só falou publicamente sobre o assunto no último comício da sua campanha do ano passado. “Eu não tenho que esconder com quem eu vivo, quem eu amo. Se eu esconder, não mereço ser prefeito de vocês. Deus me ama como homossexual”, declarou no palanque às vésperas da eleição.

“Hoje sou muito feliz. Extremamente feliz. Por que se incomodar com a sexualidade alheia? Quem tem convicção da sua não se incomoda com a do outro. No que a minha sexualidade te atrapalha? Essa invasão da vida íntima das pessoas é feita de forma pejorativa. Dizem que sou anormal. Eu sou normal, não sou azul, não tenho três braços. Na vida pública a gente preza pela transparência, não fazia sentido esconder quem eu amo e quem eu respeito”, afirmou.

O prefeito conta que sua vida íntima sempre serviu como munição de ataque dos seus adversários. “Nunca usei a homossexualidade para levar uma bandeira e tudo o que eles tentaram fazer caiu por terra. Minha opção não define meu caráter e meus votos foram devido à minha história política.”

Durante a campanha, panfletos foram distribuídos na cidade na tentativa de denegrir a imagem de Edgar.

“Estão rolando dois inquéritos na polícia sobre panfletos distribuídos com fotos minha com meu companheiro. Foram enviados pelos Correios de 5 mil a 10 mil cartazes. No material tinha uma foto minha com Alex. Ele com a cabeça deitada no ombro e com vários corações”.

Outro ataque político conseguiu ser interceptado às vésperas do dia da votação. “É comum que panfletos sejam distribuídos nas ruas. Equipes trabalharam na madrugada para evitar que o panfleto fosse espalhado. Tratava de um panfleto com minha foto como uma drag queen, com uma peruca horrorosa”, conta o atual prefeito.

Nas ruas da cidade, os moradores não se incomodam com a homossexualidade do prefeito. “Acho que não tem nada a ver. Cada um faz aquilo que gosta. Ele é um cara que veio da roça e uma pessoa muito boa. Esperamos que ele faça o bem para a cidade”, disse o funcionário público aposentado, Sebastião Germano da Silva.

Edgar e seu companheiro Alex estão juntos há 9 anos e se casaram logo depois das eleições. O casal adotou duas crianças.

Fonte: Uol

Esta entrada foi publicada em GLBTS News, Notícias do mundo gay e marcada com a tag , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.