Os 10 países mais e menos tolerantes com relação à homossexualidade

 A sociedade deve aceitar a homossexualidade? Esse questionamento não deveria nem existir. Mas se engana quem pensa que a resposta já é um consenso no mundo. Entre os meses de março e abril, o Pew Research Center apresentou a questão para mais de 30 mil pessoas, de 39 países, que deveriam responder “sim”, “não” ou optar por não se posicionar. E o resultado pode surpreender: em 21 países a balança pendeu para o “não”.

Enquanto no continente americano e europeu a aceitação dos direitos homoafetivos parece ser ampla, em nações predominantemente muçulmanas, em partes da Ásia, na Rússia (em que 74% da população respondeu “não”) e no continente Africano a rejeição predomina, com a Nigéria liderando o ranking da intolerância – por lá, 98% da população se manifestou contrária a aceitação da homossexualidade pela sociedade e apenas 1% se mostrou favorável. No Brasil, longe dos dois extremos, 60% dos entrevistados apoiaram a aceitação, enquanto 36% declararam-se contrários.

De acordo com a pesquisa, conheça a lista dos 10 países mais (e dos 10 menos) tolerantes quanto à homossexualidade*:

 Países MAIS tolerantes

1. Espanha sim 88% | não 11%

2. Alemanha sim 87% | não 11%

3. Canadá sim 80% | não 14% e República Tcheca sim 80% | não 16%

4. Austrália sim 79% | não 18%

5. França sim 77% | não 22%

6. Itália sim 74% | não 18% Argentina sim 74% | não 21%

7. Grã-Bretanha sim 76% | não 18%

8. Filipinas sim 76% | não 23%

9. Chile sim 68% | não 24%

10. México sim 61% | não 30%

Países MENOS tolerantes

A sociedade deve aceitar a homossexualidade?

1. Nigéria não 98% | sim 1%

2. Jordânia não 97% | sim 3%

3. Senegal Gana não 96% | sim 3% e Uganda não 96% | sim 4%

4. Egito não 95% | sim 3%

5. Tunísia não 94% | sim 2%

6. Indonésia não 93% | sim 3% e Palestina não 93% | sim 4%

7. Quênia não 90% | sim 8%

8. Paquistão não 87% | sim 2%

9. Malásia não 86% | sim 9%

10. Líbano não 80% | sim 18%

* É importante destacar que a “tolerância” medida pela pesquisa dá margem para diferentes interpretações em diferentes contextos políticos e sociais. Em março, quando franceses foram consultados, estava em pauta no país o projeto de lei que propunha a legalização do casamento gay – proposta que viria a ser aprovada em abril, tornando a França o 14º país a legalizar a união matrimonial homoafetiva. É fácil supor então que, quando 77% dos habitantes da terra do croissant responderam “sim” para a pergunta proposta pela pesquisa, tinham em mente a igualdade de direitos da comunidade LGBT perante a lei. Já em Uganda, em fevereiro o parlamento voltou a colocar em pauta a lei anti-gay que inclui sentenças de prisão perpétua e até mesmo pena de morte para o crime que chamam de “homossexualidade agravada”. Por lá, a minoria de 4% que respondeu “sim” à aceitação da homossexualidade provavelmente mostrava repúdio à proposta de lei intolerante.

 Fonte: http://super.abril.com.br

Esta entrada foi publicada em Política e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

One Response to Os 10 países mais e menos tolerantes com relação à homossexualidade

  1. Matilde Freitas disse:

    Excelente informações … estarei mais atenta ao habitos … estas dicas são preciosas para nós que sofremos com a azia e queimação. Obrigado por compartilhar!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.