Juntaram-se visitantes nus aos Homens Nus no Museu Leopold

O sucesso da exposição, inaugurada em Outubro, levou ao seu prolongamento até 4 de MarçoREUTERS/HEINZ-PETER BADER

A exposição pretendia preencher um vazio e a julgar pelo sucesso, havia mesmo um vazio por preencher. Nackte Männer/Homens Nus, patente no Museu Leopold, em Viena, e inaugurada em Outubro de 2012, mostrou exatamente aquilo que diz o título. A representação artística do nu masculino desde 1800 até ao presente.

Meias e sapatos, e ocasionalmente uma máquina fotográfica a tiracolo, foram os únicos adereços usados pelos visitantes do Leopold

 Anteriores exposições dedicadas ao nu tinham contemplando o corpo feminino e era então hora de mudar o gênero observado. Em fevereiro de 2013, reuniu-se à representação artística a observação direta. Alegadamente a pedido de associações de nudistas, foi possível ver num horário especial, após as 18h30, Nackte Männer em estado virginal. Nu, portanto. Os visitantes como espelho das representações expostas.

Os visitantes puderam assistir à exposição de acordo com o título da mesma, nusREUTERS/HEINZ-PETER BADER

Devido a grande afluência de visitantes a exposição foi prolongada até  março de 2013. Até ao final de janeiro, mais de 400 mil visitantes já tinham passado pelo Leopold Museum para ver as cerca de 300 obras expostas, da autoria de Egon Schiele, Jean Cocteau, David Hockney, Francis Bacon, Robert Mapplethorpe ou, num núcleo reservado ao olhar feminino, Nan Goldin ou Maria Lassnig.

Homens Nus exibe representações do nu masculino desde 1800 até à actualidadeREUTERS/HEINZ-PETER BADER

Fonte: http://migre.me/fBNA1

Esta entrada foi publicada em Expressões Artísticas e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.