Globo ‘cortou’ romance gay em A Dona do Pedaço e Caio Castro lamenta: “Seria um desafio pra minha carreira”

Quando Caio Castro foi anunciado em A Dona do Pedaço, a sinopse previa que Rock e Agno, papel de Malvino Salvador, teriam um romance. Teriam. Como novela é uma obra aberta, a relação dos dois acabou na amizade, principalmente por parte do boxeador, porque o empresário bem que tentou algo a mais com o atleta até poucos capítulos, mas acabou se entendendo com Leandro, ex-justiceiro interpretado por Guilherme Leicam.

Ao Observatório da Televisão, Caio disse que seu personagem sofreu algumas mudanças no enredo de Walcyr Carrasco levado ar na faixa das 21h: “Muita coisa mudou, novela aberta é isso, a gente precisa ver o que público está pedindo, aceitando”. Para Caio, interpretar um bissexual seria um grande desafio para a sua carreira. O artista lamenta as mudanças.

“Seria mais desafiador, eu teria que me desconstruir como pessoa. Sou heterossexual e para interpretar um homossexual eu teria que ver tudo de uma outra dinâmica. Para estabelecer uma relação amorosa com uma pessoa do mesmo sexo eu teria que mudar a chave totalmente, seria mais trabalhoso”.

Sobre o assédio dos gays por conta da trama e da sua forma física, Caio disse que entende perfeitamente as cantadas desde que exista respeito na abordagem: “Eu levo numa boa, independente de homens e mulheres. Respeito vem na frente de tudo”.

Sobre o final da trama, o empresário – Caio é sócio de uma rede de hamburguerias, The Black Beff – deseja que Rock engravide Joana, papel defendido por Bruna Hamu, e ganhe o campeonato mundial. Após o fim do folhetim, o ator analisa novos trabalhos para 2020.

 

Fonte: Observatório da Televisão

Esta entrada foi publicada em Na Mídia. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.