ENCONTROS DO ORGULHO – Pela criminalização da LGBTfobia Dia 29-05

ENCONTROS DO ORGULHO – Pela criminalização da LGBTfobia

O GRUPO DE ESTUDOS ARTE E CULTURA da ASSOCIAÇÃO DA PARADA DO ORGULHO GLBT DE SÃO PAULO, tem o prazer de convidar a todes interessados neste tema. Segue abaixo o conteúdo e informações sobre o encontro.

LOCAL: Sala Sérgio Vieira de Mello – Câmara Municipal de São Paulo – Palácio Anchieta – Viaduto Jacareí, 100 – Bela Vista – São Paulo – SP
DATA: 29 de maio – quarta feira
HORÁRIO: Das 19 às 22 horas

Hoje, a homofobia e a transfobia não estão na legislação penal brasileira, ao contrário de outros tipos de preconceito, como por cor, raça, religião e procedência nacional. Uma das principais reivindicações de militantes LGBT no país, ela chegou à Corte por meio de duas ações, movidas pela Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transgêneros e Intersexos (ABGLT) e o Partido Popular Socialista (PPS), em 2012 e 2013, respectivamente.

Este encontro tem a finalidade de debatermos sobre este tema. Para tanto, convidamos 2 debatedores, que são:

RENAN QUINALHA – Professor de Direito da Unifesp, advogado e ativista no campo dos direitos humanos, especialmente na temática da diversidade sexual. Tem formação em Direito e Sociologia na USP, onde também defendeu mestrado em Direito e o doutorado em Relações Internacionais. Publicou o livro “Justiça de Transição: contornos do conceito” (2013) e co-organizou as obras “Ditadura e Homossexualidades: repressão, resistência e a busca da verdade” (2014) e “História do movimento LGBT no Brasil” (2018).

EDITH MODESTO – Mestre e doutora em Semiótica e Linguística geral – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas – USP (2010). Fundadora e presidente da ONG GPH – Associação Brasileira de Pais e Mães de Homossexuais e do Projeto Purpurina – jovens LGBT’s de 13 a 24 anos. Psicanalista. Pesquisadora sobre diversidade de orientação sexual e identidade de gênero do Lei – Laboratório de Estudos sobre a Intolerância – USP, com 3 livros publicados. Ganhadora do prêmio “Tese Destaque USP” da área de Linguística, Semiótica, Letras, Línguas estrangeiras e Artes em 2011, pela tese de doutorado: “Homossexualidade, Preconceito e Intolerância – Análise semiótica de depoimentos”.

Após a fala de cada um dos debatedores, o público presente poderá formular suas questões para os debatedores.

Apoio: Cineclube Ouro Preto
Vereador Prof. Claudio Fonseca

ATENÇÃO: Serão apenas 70 vagas.

LINK PARA INSCRIÇÃO:
https://forms.gle/ZSwUM1zMk3iqSRoWA

Esta entrada foi publicada em Na Mídia. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.