Transsexual em O Sétimo Guardião, Nany People fala de vitimismo e dispara: “Não preciso de aceitação”

Após mais de 20 anos de experiência na televisão, Nany People fará sua primeira telenovela. Ela viverá Marcos Paulo em O Sétimo Guardião, escalação firmada após o desejo do autor – de ter Renata Sorrah no papel – não se confirmar após polêmica. Seu personagem faz parte do passado de Valentina (Lília Cabral), a vilã da história, e os dois se reencontrarão em Serro Azul. Em entrevista à jornalista Patricia Kogut, ela falou sobre o papel.

Quem se alia a uma mulher como a Valentina não pode ser do bem. É como diz o ditado: ‘Diga-me com quem andas e te direi quem és!’ O que Valentina não sabe é que Marcos Paulo passou por uma cirurgia de redesignação sexual e se transformou em mulher, mas se nega a mudar o nome”, comentou Nany.
Quando vi a Lilia Cabral, não sabia se me ajoelhava, se soltava um rojão ou se chamava o Samu. Estou feliz e lisonjeada de estar num time como este. O Papinha (como é conhecido o diretor Rogério Gomes) foi um querido. A equipe me recebeu muito bem”, prosseguiu.
Nany People revelou algumas semelhanças com Marcos Paulo. “Marcos Paulo não se faz de vítima. E eu nunca usei a minha condição de transexual para justificar qualquer problema. Eu sou uma pessoa como outra qualquer. Não preciso de aceitação, mas de respeito”, opinou ela, que prosseguiu dizendo que o preconceito é maior que nos anos 2000.
Eu fazia o programa da Hebe e entrava nas casas das famílias brasileiras. Agora, parece que o mundo emburreceu e a intolerância está em todos os cantos. As pessoas estão mais caretas e ‘rançosas’. Eu tenho 53 anos e vivo do que gosto. Não sou daquelas que usam a expressão ‘sextou’. Para mim, final de semana é todo dia”, disse.
Esta entrada foi publicada em Na Mídia. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.