Conheça as gírias do mundo gay que estão na boca do povo

A
A Bete Faria: modo de se referir a um homem que cobiça
Abafar: pode ser usado de duas formas: como sinônimo de arrasar (ex.: cheguei linda e abafando) ou para encerrar um assunto indesejado (ex.: abafa o caso)
Abalar: arrasar, fazer algo direito (abalou)
Ai meu edi: expressão que significa “ai que saco”!
Alôca: finaliza frases que pretendem ser bem humoradas. Ex: Você não é feia, é exótica, alôca!
Arrasa: vai lá, se joga
Atacada: louca, nervosa

B
Babado: serve para quase tudo. Sexo, drogas, encontros, comida, música, conversa. Vale também para a célebre pergunta “Qual é o babado?”, no sentido de o que está acontecendo?
Bagaceira: de baixo nível
Bandeira: dar pinta, mostrar que é gay, desmunhecar
Bandeirosa: aquele que vive dando pinta
Barbie: Gay bastante sarado, com corpo ultra-trabalhado
Basfond (leia-se báfon): bagunça, confusão, baixaria, bochicho, barra pesada
BF: Bicha Fina ou Bolacha Fina: Homossexuais com mais de 30 anos, com dinheiro, chiques e frequentadores de bons ambientes
Bi ou Bee: redução de bicha
Biba: homossexual masculino ou feminino
Bico (bicudo): sinal externo de quem faz carão
Bofe: homem másculo
Bofescândalo: homem gostoso

C
Caçação: ato de caçar, de fazer pegação
Caçar: procurar alguém para fazer sexo
Carão: fazer carão=fazer pose, esnobar/ ter carão= ser bonito
Caricata: pessoa engraçada, cômica
Chochar: falar mal de alguém ou de algo
Chuca: limpeza interna do ânus.
Close: dar pinta

D
Dar a elza: roubar
Dar close: ficar poucos minutos em algum lugar, dar pinta
Dar pinta: mostrar afetação
Desaquendar: desapegar, desembaçar
Do além: pessoa, fato ou lugar estranho, chato, incompreensível
Do bem: pessoa, fato lugar legal, amigo (antônimo: do mal)
Drama: situação trágica ou tragicômica. Própria das dramáticas. Fazer drama: exagerar no sentimentalismo ao contar/interpretar um fato; dramatizar
Dramática: para Johny Luxo, o mundo se divide em dramáticos e exóticos. Também utilizado como expressão tanto de contentamento como de espanto, alegria, satisfação e tristeza. Pode ser usado como elogio para alguém

E
Edi: ânus
Encubado: alguém que não assumiu sua homossexualidade, mas já a pratica
Elza: roubo, dar a Elza: roubar
Entendido/a: gay/lésbica
Equê: falso, do truque, falsificado. ex: Loira do EQ. equezeiro – praticante do EQ. Dar o Equê – passar alguém pra trás.
Exótica: pessoa não necessariamente bonita, mas que chama atenção.

F

Fake: falso; do truque

Fazer: transar com

Ferver: animar, fervido: animado

Furiosa: lésbica muito masculina

 

G
GDC: Gay de Cabeça, pessoa com comportamento gay, mas com preferência sexual hetero
GoGo Boy: homem ou rapaz de corpo bem trabalhado que é pago para dançar mostrando o corpo em discoteca ou bar (tb existem em discotecas hetero)
Gongado: derrubado
Gongar: ato de xoxar algo, de ridicularizar

H
Homofobia: medo patológico da homossexualidade e dos homossexuais

I
Irene: gay velho

J
Jaburu: pessoa feia
Jacira: gay bagaceiro e engraçado
Jamanta: aquele que ficou lesado

K
Kassandra: drag queen feia ou mal montada

L
Lady: Lésbica de aspecto feminino
Laleska: pessoa uó
Larica: fome
Lasanha: Rapaz MUITO gostoso! Apetitoso, você sente água na boca só de olhar
Luxuosa: expressão de aprovação para alguém bem produzido, bonito ou hype.

M
Me Deixa!: grito de guerra usado pela popular drag paulistana Alma Smith
Meda: Feminino de Medo. Usado como interjeição para algo que não é agradável
Me erra!: me larga
Melhorada: alguém que era uó e melhorou a personalidade. Alguém feio que deu um truque na feiúra
Meu C…!: não estou nem aí
Montada: travestida, produzida

N
Naja: fofoqueira, intrigueira
Não estou achando: não estou entendendo ou suportando (alguém ou alguma situação)
Não estou podendo: não quero, não estou a fim
Não ser obrigado/a: ter algo melhor para fazer

O
Ocó: homem com jeito de homem
Olá Querida!: noitada onde você só faz social e não se atém a conversar com ninguém. Também usado como interjeição ao encontrar alguém que você não tem muito a dizer
Oxanã (ou Xanã): cigarro.

P
Passada: chocada
Passivo: O que é penetrado (gays)/a que se deixa a outra tomar iniciativa (lésbicas)
Pegação: sexo anônimo, sem compromisso
Pencas: muito. Ex.: comprei pencas de sapatos
Pintosa: óbvia
Pochete: lésbica cafona

Q
Queer: que se refere à cultura e/ou comportamento próprio da comunidade gay
Querida: usado para designar pessoas que gosta ou não, como deboche

R
Racha, rachada: mulher, vagina
Rebuceteio: troca-troca de namoradas entre as lésbicas
Ratoburguer: mau hálito
Rodrigues: situação de alguém casado (ou namorando) cujo/a parceiro/a está viajando

S
Sair do closet: assumir publicamente a homosexualidade com estardalhaço
Sapa, Sapata: curto para sapatão Sapatão: lésbica de aspecto masculino
Sapataria: aglomeração de lésbicas
SBP: expressão carioca que significa “Super Bicha Pobre”, e designa pessoas mal produzidas que frequentam a noite
Se Jogar: cair de cabeça, entrar em uma situação ou ir a um lugar sem pensar muito
Simpatizante: pessoa heterossexual ou não definida sexualmente que frequenta ambientes predominantemente gays
Sissi: designa quem “está se sentindo”
Susie: aquele rapaz que malha bastante, tem o corpo legal mas não é grandão, bombado, não é barbie ainda.

T
Tá boa: quando você não acreditar em alguma história, é só dizer: Tá boa?
Tá meu bem: interjeição de espanto popularizada pela drag Dimmy Kieer
Tata: sabe aquela amiga que vive com o amigo gay? Então…
Tô Lôca!: expressão utilizada para expressar mau humor acompanhado de álcool ou drogas
Tô Passada: expressão de espanto
Tô bege: equivale a “não acredito, tô pasma, boba, plissada, passada, colocada….”
Tombado: caído, sem graça. Ex.: aquele bar tá tombado. Tá uó.
Tombar: falar mal de algo ou alguém
Trava: travesti
Tudo: quando algo for muito bom. Ex. Meu modelo tá bom? E o amigo responde: Tá tudo bi!

U
Urso: Homem peludo, tb associado a homem de aspecto másculo ou gordinho
Uruca: mal-olhado ou fase ruim
Uó: (do bajubá) algo ou alguém ruim, feio, desagradável, desprezível, errado, equivocado

V
Venenosa: pessoa que faz veneno, que fala mal de alguém
Vitaminada: robusta, bonita
Versátil: Homossexual que gosta de ter tanto o papel de ativo como de passivo
Virar: passar da condição de heterossexual para homossexual ou vice-versa
Vuduzar: torcer para que algo dê errado.

X
Xepa: resto da noite, pessoa feia. Fazer a xepa: aquele diz que você não ficou com ninguém na festa ou clube, mas o mesmo já esvaziou e só sobrou o resto e você insisti.

Z
Zoraide: bicha metida a clarividente; esotérica.

Extras:
Tem também as expressões fez o fulano.

Ex: – fez a Sthefany, quando alguém quer ser linda e absoluta e só anda de crossfox.

– fez a Britney, quando alguém mostra a ‘calcinha’, fica careca e bate nos paparazzis

– fez a Madonna, quando pega um modelete bem mais novo.

Tá boua, bunita?: Tudo bem com você?

Fazer a phyna: agir com elegância

Carão: esnobar

Fazer uma pokerface: simular cara de quem não está nem aí

O  erro  pejorativo, algo que é ruim

Babado forte: fofoca quentíssima

Bate cabelo: dançar de forma espalhafatosa, balançando o cabelo

Toda trabalhada: enfeitada

Fazer a Kátia: fingir que não viu

Causar: provocar comentários

Bafão: fofoca

Muito colocada no Baygon: bêbada

Tá expressiva: agindo de forma espalhafatosa

Esta entrada foi publicada em Notícias do mundo gay e marcada com a tag , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

4 respostas a Conheça as gírias do mundo gay que estão na boca do povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.