Garoto gay desabafa sobre a família no Facebook e comete suicídio

Em meados de janeiro, o paraibano Yago Oliveira postou um desabafo no Facebook, denunciando diversos membros de sua família. Ele preferiu não revelar nomes, mas citou casos pesados de estupro, pedofilia, racismo, e até um possível homicídio. “Mas segundo todos esses que eu citei anteriormente a vergonha da família sou eu, pelo simples fato que sou gay”, finaliza.

O texto foi postado em modo público e era evidente que as denúncias gerariam muita dor de cabeça ao garoto, mas ninguém podia imaginar a tragédia que estava por vir. No dia 14 de março, Yago cometeu suicídio.

Hoje, o post tornou-se uma espécie de memorial e já conta com mais de 140 mil reações e quase 45 mil compartilhamentos.

Mais um desfecho terrivelmente triste que escancara os motivos pelos quais a gente ainda precisa falar (e muito!) sobre LGBTfobia no Brasil. 

Sei que roupa suja se lava em casa, mas vamos lá

*Meu avô paterno, se casou com a minha avó quando ela tinha 12 anos de idade e ele 30, ela se urinou com medo na primeira noite que dormiu com ele.
*Minha avó traiu o meu avô e eles se separaram, minha avó largou todos os filhos pelas casas das irmãs e não criou nenhum deles, assim como meu avô que começou a tratar os filhos do primeiro casamento como estranhos sem nem cumprimentar quando passava por eles na rua.
*O irmão do me…See More

fonte: athosgls

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.