Festival Mix celebra a cultura LGBTQ com mais de 100 filmes

De 11 a 22 de novembro, a capital paulista serve como palco do maior festival LGBTQ da América Latina. Em sua 23a edição, o “Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade” reúne 138 filmes, além de teatro, música, leitura dramática, performances e uma conferência. Dependendo do equipamento cultural, os ingressos variam de R$1 a R$30.

A partir desta edição, o festival presta homenagem a Suzy Capó, uma das fundadoras do Mix Brasil e peça fundamental do movimento LGBT que veio a falecer no início deste ano. Além do Centro Cultural São Paulo (CCSP), as sessões ocupam salas do CineSesc e do Espaço Itaú de Cinema.

Dentro da programação do festival são exibidos diversos curta e longa metragens, nacionais e internacionais, relacionados com a sexualidade humana em suas diversas formas de expressão. Alguns dos destaques são o norte-americano “Nasty Baby”, de Sebastián Silva, protagonizado pela atriz Kristen Wiig e ganhador do Teddy Bear de longa-metragem em Berlim e o drama tailandês “Como Vencer no Jogo (Sempre)”, de Josh Kim, que concorre a uma vaga ao Oscar de melhor filme estrangeiro.

Ainda incluso na programação, 11 espetáculos teatrais e performances como a “Escravagina”, um espetáculo solo escrito especialmente para a atriz Maite Schneider. Nele, a atriz reflete sobre sua própria condição de self made woman, uma mulher que trabalha seu corpo e sua própria realidade de acordo com seus princípios de liberdade invidual. Maite desnuda-se de corpo e alma. Tira a roupa para mostrar sua alma e suas inquietações, experimentando seus limites de diva contemporânea trans-humana.

Diversas atrações musicais como o rapper Rico Dalasam. que desafia a noção de normalidade no gênero e inaugurou a cena gay do rap no Brasil, e a MC Luana Hansen, que leva ao Mix Music seu repertório repleto de composições engajadas que questionam o machismo, a opressão e a homofobia, também preenchem o festival.

Como já é tradição, Marisa Orth comanda mais um “Show do Gongo”, uma das atrações mais aguardadas do festival que faz uma mistura de programa de calouros com a exibição de vídeos de até 5 minutos com a temática gay. Cabe a Marisa decidir se a “obra” merece ser exibida até o final ou bater o gongo. Os sobreviventes são avaliados pelos jurados e o vencedor recebe o troféu Coelho de Prata e mais um prêmio surpresa.

Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade

Preço: CCSP: R$1/ Espaço Itaú: até R$30/ Cinesesc: R$12 (inteira); R$6 (meia-entrada)

Local: Parque Anhangabaú,Centro,São Paulo.

Estação Anhangabaú (Metrô – Linha 3 Vermelha)

Horário: diariamente de 11(Qua)a 22/11(Dom, das 16h00 às 22h00

PS: Programação inclui ainda peças teatrais, música, leitura dramática, performances e uma conferência.

Confira a programação completa em breve no site do Festival: http://www.mixbrasil.org.br/2015/programacao/index.asp?lng=

Via: Catraca Livre

Esta entrada foi publicada em Arte, Expressões Artísticas, GLBTS News, Na Mídia, Notícias do mundo gay e marcada com a tag , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.