Amizade entre uma mulher e um gay: livro aposta nessa amizade com a justificativa de que não há ninguém melhor para dar dicas valiosas sobre o universo masculino

O melhor amigo da mulher não é um vestido pretinho básico ou um bolsão para carregar de lixa de unha à cola-tudo. ”Toda mulher precisa de um gay em sua vida”, ensina a jornalista carioca Andrea Franco no livro que revela como pode ser divertida e proveitosa essa relação.

”Está na moda ter amigo gay porque as pessoas estão mais tolerantes. Hoje, a abertura é maior em relação à sexualidade e existe menos preconceito”, afirma Andrea.

Divulgação

Tanto é verdade que nos Estados Unidos foi criada até uma gíria para definir a mulher que é amiga dos gays: ”fag hag”, personagem que deu pinta em filmes e seriados, como ”O Casamento do Meu Melhor Amigo” (1997), ”O Direito de Amar”, (2009) e ”Sex and the City”.

A jornalista também prova que é mentira que gay não gosta de mulher; afinal, elas são inspiradoras, consideradas pelos homossexuais verdadeiras divas.

E antes que o argumento de que as mulheres heteros e os gays gostam do mesmo produto possa trazer empecilhos, Andrea afirma que o gosto é parecido, mas o foco é diferente.

A compreensão de que um amigo gay não é concorrência direta na balada dá a chance à mulher de ter mais do que companhia para olhar vitrines e frequentar o cabeleireiro: é contar com um consultor sobre o sexo masculino.

Dizem que as mulheres não se vestem para os homens, mas para outras mulheres. Uma afirmação reveladora sobre o espírito de competição no mundo feminino.

”Foi quase uma unanimidade entre as mulheres que entrevistei a afirmação de que não existe competição na amizade com gays, apesar de gostarem do mesmo produto”, destaca Andrea, acrescentando que pesquisas suecas apontam que gays e mulheres têm pontos comuns no cérebro nas áreas da emoção, humor e ansiedade.

Andrea ressalta que a amizade traz vantagens para mulheres e gays e que ambos podem aprender com o relacionamento.

”Os gays conhecem o universo masculino, sabem como os homens pensam, os seus anseios. O gay foi moldado culturalmente para ser homem e oferece uma visão imparcial desse mundo, trazendo muitas informações para as mulheres. É interessante ter informações sobre o sexo masculino, quando não se tem o homem como objeto do desejo”, comenta a autora.

Andrea entrevistou alguns homossexuais que disseram que as mulheres lhes ensinaram a ser mais românticos. Os entrevistados também garantiram que elas são uma mão amiga, apoiando a decisão de ”sair do armário”.

A jornalista é pós-graduada em Jornalismo Internacional e autora de um outro livro: ”40, Sim! E Daí?”, lançado pela Matrix Editora, especializada em obras de humor.

A autora aponta apenas uma contraindicação para a amizade entre uma mulher e um gay. É ela acabar se apaixonando por aquele companheiro sensível, sincero e que entende porque precisa de mais um par de sapatos.

Clique aqui para adquirir o livro.

Esta entrada foi publicada em Notícias do mundo gay e marcada com a tag , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta a Amizade entre uma mulher e um gay: livro aposta nessa amizade com a justificativa de que não há ninguém melhor para dar dicas valiosas sobre o universo masculino

  1. Nino Mattos disse:

    Coloque no guia glbt a PRIMEIRA REDE SOCIAL GLBT TOTALMENTE GRATIS NO BRASIL E COM LIBERDADE DE EXPRESSÃO http://www.faceboys.com.br mais de 300 mil mebros cadastrados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>